Nukana a misericordiosa

Deu a vida para impedir um assassino Nocto de eliminar Alvo Madatoth. O deus da paz jamais revidaria e ela sabia disso. Como prêmio ela retornou a vida e entendeu seu retorno como uma mensagem de seres maiores. Ela se dedicou a viajar protegendo e cuidando de todos em necessidade. Observadores citam Nukana limpando e tratando ferimentos em meio a lágrimas evocados da lembrança do seu sacrifício e do suplício que é viver no mundo em conflito.
Existem cultos a Nukana que pregam a misericórdia e a cura. Seu nome é uma constante quando se espera que enfermos melhorem e em funerais, quando não há mais volta. Quando pessoas choram em uma situação desesperadora, amigos recorrem as lágrimas de Nukana para insistir que não desistam.

Nukana a misericordiosa

Savoss: A arte do Presságio tonini