Umutru o Matador de Reis

É hoje considerada a deusa dos assassinos e de todas as tarefas secretas. E tratando-se de tarefas secretas tudo pode ser incluído, desde ações de espionagens a esposas e esposos que visitam amantes. Umutru foi a deusa que descobriu o plano de Elkorion e a que mais ativamente tentou impedi-lo. O fracasso da divindade se transformou em exemplo, e nos tempos modernos as equipes e os maiores agentes devotos se tornaram substancialmente mais perigosos agregando estratégias e táticas de camuflagem conjunta.
Honrando seu principal aspecto, a gorata das sombras também possuí uma faceta secreta. Alguns segmentos da igreja de Umutru repudiam os meio-elfos, suas ações e sua ascensão. Embora existam racistas obtusos que canalizam a raiva e a ignorância contra a meia-raça, a maioria encara essa aversão de forma clínica destacando os meio-elfos como um perigo eminente. É o potencial meio-élfico que os move, o reconhecimento da possível superioridade da raça e as lições do passado. Nem sempre eles agem, mas é comum igrejas, equipes e até mesmo agentes isolados de Umutru manterem registros dos meio-elfos de destaque apenas esperando o momento em que se tornarão uma ameaça real.
O nome de Umutru é evocado pelos que mentem, os que traem ou que estão prestes a realizarem uma atividade secreta.

Umutru o Matador de Reis

Savoss: A arte do Presságio tonini